5 fugas espetaculares dignas de um filme

Imagine você confinado em um “buraco” de uns poucos metros quadrados… qualquer um sentiria vontade de fugir de lá, não é mesmo?

Isso é tão óbvio, que a constituição da Alemanha não pune fugas de prisão como crime, pois considera um instinto humano básico. Só não pode virar moda, né?

Mas a busca pela liberdade, nesse caso mal intencionada, já rendeu histórias muito interessantes.

Confira a seguir 5 fugas espetaculares, que de tão poderiam se transformar em um filme! De fato, alguns já tiveram essa ideia…

ALCATRAZ – FUGA IMPOSSÍVEL

Não dá pra falar em fugas de prisão sem pensar automaticamente em Alcatraz, supostamente uma das prisões mais seguras do mundo por estar localizada em uma ilha. Mas essa cadeia não conseguiu deter Frank Morris, Clarence Anglin e John Anglin.

Os três arquitetaram um plano genial para fugir da ilha. Usaram um aspirador de pó para montar um equipamento que os ajudou a chegar ao lado externo da prisão. Isso levou meses, mas a paciência valeu a pena. Além disso, eles usaram cabeças feitas de sabonete para enganar os guardas, como se estivessem na cela. O plano só foi descoberto no dia seguinte à fuga da cadeia.

Até hoje o governo norte-americano camufla o caso como se os três tivessem morrido. Os corpos nunca foram encontrados e, por isso, se acredita ainda mais que a fuga foi um sucesso!

E a história já virou filme, protagonizado por Clint Eastwood. Lançado em 1979, no Brasil, o filme conta a história dos 3 fugitivos que desafiaram o impossível.

Os três fugitivos!

PAPILLON

Henri “Papillon” Charrière ficou conhecido por uma história conturbada de fugas e tentativas. Ele possui uma grande tatuagem de borboleta no peito, daí veio o nome de Papillon (borboleta, em francês).

Sua história com o sistema judicial começa com uma acusação de assassinato, que ele sempre negou. Ele foi condenado à prisão perpétua na Ilha do Diabo, supostamente à prova de fuga. Localizada na Guiana Francesa, a ilha era cercada por águas infestadas de tubarões e pântanos cheios de jacarés e cobras venenosas

Mas ele fugiu! Se escondeu numa selva, na Venezuela, onde passou um tempo até se envolver em confusão com nativos por causa de uma mulher da tribo. Essa confusão fez com que ele fosse descoberto e colocado novamente na Ilha do Diabo. Ele tentou muitas outras vezes fugir, e por fim coseguiu novamente com ajuda de uma balsa improvisada.

Papillon se estabeleceu em Caracas, virou empresário de sucesso, escreveu seu livro, ficou famoso e recebeu perdão oficial, podendo regressar a seu país. Seu livro foi traduzido a 16 idiomas, e vendeu cerca de 5 milhões de cópias… e também virou filme!

O famoso Papillon

FUGAS DE GUERRA

Nem todas as fuga de prisões são ruins. Algumas raras vezes, a pessoa em questão realmente não deveria estar ali. É o caso do piloto alemão Dieter Dengler, que combatia pelos EUA na Guerra do Vietnã quando foi capturado por guerrilheiros nos anos 60. Ele fugiu junto com um grupo de outros prisioneiros.

Dengler passou 23 dias na selva e teve que suportar um forte calor, insetos, parasitas, além de uma fome terrível. Depois desse tempo, ele foi resgatado por pilotos americanos. Dos outros prisioneiros que fugiram com ele, apenas mais um sobreviveu. Os outros morreram já na fuga, ou ao longo dos dias na floresta.

Graças às suas capacidades militares de escapar de armadilhas, ele conseguiu elaborar esse plano de fuga. Até hoje ele é super reconhecido e homenageado pelos seus atos de bravura que não só salvou a sua vida como a de outra pessoa também.

Sua história virou um filme, estrelado por Christian Bale (o Batman!), lançado em 2007.

Dieter Dengler após os dias que passou na selva do Laos.

PABLO ESCOBAR E A CATEDRAL

Esse é, definitivamente um dos mais famosos traficantes do mundo: fundador e máximo líder do Cartel de Medellín, na Colômbia.

Pablo foi fortemente perseguido pelos governos americanos e colombianos e por isso, teve que se virar nos 30 para continuar com seu negócio lucrativo. Para não ser extraditado, ele se ofereceu voluntariamente para ser preso em uma cadeia que ele mesmo iria construir e que contaria com todos os confortos que o seu dinheiro sujo pudesse pagar. É claro que os governos aceitaram porque assim, aparentemente, ele estaria sob controle.

A prisão ficou conhecida como “A Catedral” e era um verdadeiro resort para Pablo, mas ainda assim limitava muito do que ele gostaria de estar fazendo. Então, Pablo decidiu fugir dos confortos da prisão que ele mesmo havia construído. E não era uma tarefa fácil…  a fuga foi realmente espetacular!

Depois de um ano cansado das suas salas de jogos, jacuzzi, ar condicionado e equipamentos de última geração, Pablo Escobar organizou um motim fazendo alguns funcionários de reféns e conseguiu fugir por um túnel secreto.

A história de Escobar, você pode conferir na série NARCOS, da Netflix, cujo protagonista é interpretado pelo ator brasileiro Wagner Moura.

ESCADINHA – MADE IN BRAZIL

Aqui no Brasl também tivemos muitas fugas de prisão, e uma das mais épicas foi realizada pelo famoso Escadinha, que escapou de uma ilha com nada mais nada menos que um helicóptero!

José dos Reis, o Escadinha, estava preso no Instituto Penal Cândido Mendes, o famoso presídio na vila de Dois Rios, na Ilha Grande, no Rio de Janeiro.

Em 1986, durante um momento de visita de familiares, Escadinha, junto com seus cúmplices, renderam ao piloto do helicóptero e fugiram tão rapidamente que quase ninguém se deu conta e os agentes penitenciários nem puderam fazer nada. O pobre do piloto, que na época tinha só 21 anos, ainda foi acusado depois de ter contribuído para Escadinha fugir da cadeia e esteve 2 anos preso.

Escadinha foi preso novamente 4 anos depois. Hoje em dia ele faz trabalhos sociais e mantém uma creche para crianças no Rio de Janeiro. E já está prometido: sua história também vai virar filme!

No quê estaria pensando Escadinha?

Fugas menos cinematográficas acontecem sempre e são mais comuns do que imaginamos. É um reflexo social das condições dos presídios por todo o mundo. É claro que, por melhor que seja o presídio, nada se compara a liberdade.

Gostou dessa lista? Temos que confessar que exige bastante criatividade e inteligência para esses feitos. Bom mesmo seria se eles tivessem usado a inteligência para evitar as ações que os levaram a ser presos.

Escrito por Rafael

Fontes:

  • http://elpais.com/
  • https://brasil.discovery.uol.com.br
  • http://mundoestranho.abril.com.br/

Loading…

13 fotos que vão fazer você pensar diferente sobre os cães da raça Pit Bull

10 lugares exóticos na Índia que você deve visitar com a pessoa amada